quinta-feira, junho 29, 2006

Tempo



Passamos o tempo a ver
ou então a admirar
para se poder aprender
e também ensinar

Por isso o tempo é presente
sem saudade do passado
é o futuro quando se sente
que o tempo não está guardado

É irreal e sem fundamento
quando se diz não temos tempo
porque ele é o momento
não é rápido nem é lento

não é fácil explicar
que o tempo não se mede
nem com ele se pode andar
e de nada ele te impede

O relógio que estás a usar
delimita a tua acção
o teu modo de pensar
ele te prende pela mão

Deixa os ponteiros rolar
o que conta é a vontade
usa-o para te despertar
para uma nova realidade

9 comentários:

Ana Luar disse...

Carlos este poema trouxe-me à ideia outro tb de um excelente poeta como tu... Carlos Drumond:

Os ombros suportam o mundo
Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor.
Porque o amor resultou inútil.
E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E o coração está seco.


Não percamos tempo... por favor!!!!!

Inhita disse...

o tempo passa sem darmos conta...e nem sempre lhe damos o valor que devíamos...nem sempre o aproveitamos da melhor forma...e o que passou, parece-nos sempre melhor, que o presente!

Secreta disse...

O tempo tão incerto , que passa tão rápido e que por vezes não o aproveitamos devidamente...
Beijito, bom fim de semana.

an ordinary girl disse...

Nós bem que tentamos aprisionar o tempo, mas ele não deixa. E cada momento é irrepetivel, é único, e é nosso para nós fazermos dele o que quisermos excetpo o aprisionar e guardar connosco... Somos por isso tão ricos e não sabemos.
Um beijo

Ana S. disse...

Lindo poema! Acordar para a realidade é muito melhor do que ficar preso ao passado. O tempo é agora. Beijinhos

Sindarin disse...

Olá Carlos. Venho asgradecer as visitas e desejar-te bom fim de semana. Achei o poema espectacular. Uma grande beijoca

smareis disse...

Olá!
Vi seu link no blog de uma amiga, e resolvi dá uma chegadinha pra uma visitinha. Eu adorei seu blog é muito encantador e acolhedor.
Esse poema é muito lindo, parabéns!
Ótimo fim de semana pra vc!
Bjs em seu coração!

Martuxa disse...

Passamos o tempo a pensar como aproveitá-lo...
Vivamos o tempo sem o pensar, a vida é um dom
Sorrisos

Ana S. disse...

Carlos o Perdida na Tempestade que existe no blogspot não é meu (se bem que não perderam tempo em usar o endereço do meu antigo blog). Agora estou no Ana Scorpio. É só mudares o link. Beijos